Sífilis

A sífilis tem enfrentado altos números de ocorrências em todo o Brasil, o que faz com que os métodos de prevenção sejam cada vez mais necessários: a camisinha é o único modo de se proteger contra doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis.

É uma DST causada pela infecção do organismo através da bactéria Treponema Pallidum, e há diversos estágios que caracterizam a sua potencialização em relação à transmissão para outros indivíduos, bem como o curso de tratamento que deverá ser seguido par acura.

A sífilis é uma doença que pode afetar profundamente o sistema do organismo dos indivíduos que sofrem a contaminação pela bactéria, e, como é uma doença que na maioria das vezes fica presente no organismo de forma adormecida, é crucial realizar a proteção em qualquer relação sexual e buscar ajuda médica ao notar qualquer um dos sintomas que possa indicar a presença da mesma.

Sintomas

Os sintomas da sífilis primária podem demorar em torno de três semanas após o contágio para começarem a se manifestar, sendo que podem ser em forma de lesões vermelhas ao redor dos órgãos genitais, o cancro duro. Podem surgir na parede da vagina bem como nos pequenos lábios, no prepúcio, no ânus, na boca, na região das mamas e nos dedos, bem como na língua.

Na ocorrência de sífilis secundária o paciente pode sentir o aparecimento de sintomas como as manchas na pele, na boca, nas mãos e nos pés, juntamente com a descamação da mesma, o aparecimento de ínguas na região dos órgãos genitais, dores na cabeça, nos músculos e na garanta, perda repentina de peso e falta de apetite, e a febre.

Na sífilis terciária, é possível que as lesões aumentem na pele, na região da boca e no nariz, e os órgãos internos como o coração, os músculos, o fígado e o sistema circulatório podem ser afetados. A dor de cabeça e nos músculos é constante, há convulsões, a rigidez da região do pescoço, e o indivíduo pode apresentar delírios, falta de concentração, e até mesmo paralisia.

Na sífilis congênita, que ocorre quando o feto é prejudicado pela doença, é possível que o bebê até os dois anos de idade apresente sintomas como manchas na vermelho claras na pele, pneumonia ou anemia, problemas que afetam os ossos e a arcada dentária, falta de energia e apetite, e fiquem facilmente irritados. Pode ocorrer também a perda de audição da criança.

Causas

A sífilis tem como causa a contaminação do indivíduo por meio de contato sexual, o contato com sangue contaminado, bem como pelo contato por membranas mucosas da bactéria Treponema pallidum.

É absolutamente necessário realizar os exames com profissionais da saúde para diagnosticar e elaborar um curso de tratamento que possa endereçar o tipo da sífilis e as necessidades que o paciente apresenta para que possa gerenciar de forma adequada a doença.

Tratamento

Os processos de tratamento para a sífilis são, em sua maioria, realizados com a administração de penicilina, mas a duração e a quantidade das doses dependerá no grau da doença, na presença das feridas e se as mesmas apresentam ou não sangramentos, bem como a ocorrência de casos mais avançados que irão requerer internações o acompanhamento médico ao longo do tratamento.

É imprescindível buscar ajuda de um profissional especializado, podendo o mesmo ser um ginecologista, um urologista, ou um profissional infectologista, que irá conseguir diagnosticar a doença, avaliar o seu nível no organismo e realizar a recomendação correta do tratamento que deve ser feito para a melhora.

No caso da suspeita de sífilis em gestantes, a busca por um médico especializado se torna ainda mais crucial para o tratamento, pois a doença pode prejudicar o feto, e é necessário realizar a administração de medicamentos que possam ser utilizados pelas mulheres grávidas.

Quantas Estrelas Vale Este Artigo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)

Loading...

Talvez você se interesse por:

Este artigo foi lhe útil? Clique no G+1. É muito importante para nós!